13 de junho de 2014

Ser mãe...nem sempre é um mar de rosas!

...não é de todo fácil, nem sempre um mar de rosas mas sim...é MARAVILHOSO!

 Apesar de ter 3 irmãos a vontade de ser mãe não foi despertada em mim muito cedo. Mas há quase 4 anos nasceu o meu Bernardo. Foi uma gravidez super tranquila, nada de enjoo ou desejos, apenas algum cansaço físico no final. O pior foi mesmo o parto, em nenhum dos muitos exames foi visto que o rapaz nunca iria nascer de parto normal, pois o meu osso interno da bacia não iria deixar, o que me fez penar durante cerca de 10 horas e duas epidurais depois até decidirem que tinha de fazer cesariana...e na cesariana, à qual o pai queria assistir, qual epidural qual quê, tiveram mesmo de me apagar. Depois foi acordar da anestesia, na sala de recobro, numa grande crise de ansiedade por não ver o bebe. Foi o pai o primeiro a vê-lo, a vesti-lo, pesa-lo e essas coisas todas. Quando finalmente acalmei e me levaram para a enfermaria foi no colo do pai que o Bernardo me foi apresentado. O pai babava a dizer é perfeitinho :)
Dois dias a morfina e lá fui eu para casa...agora íamos ser 3 em casa...grandes mudanças.
E foram mesmo...
Os primeiros 6 meses foram os mais complicados, tive graves problemas de cicatrização, tive mesmo de fazer nova intervenção cirúrgica, isto e tratamento diários no centro de saúde numa altura em que o descanso era quase nulo.
Mas tudo passa...ou quase...ainda hoje sinto que devo imensas horas à minha cama...
Depois veio o regresso ao trabalho, e a ida do Bernardo para a creche, ele adaptou-se muito bem, eu é que vinha sempre com o coração nas mãos trabalhar.
Mas tudo isto compensa, certo?? Compensa pois, o Bernardo está na fase dos abracinhos e beijinhos por tudo e por nada...ainda hoje quando o fui levantar para ir para a praia com o pai, convém dizer que o Bernardo tem um óptimo acordar, ele do nada depois de eu lhe dar os bons dias diz-me "oh mãe és linda, um beijinho"  :)
Mas há muito mais que me deixa feliz, perceber que o Bernardo está a ser bem educado, pois se lhe pedimos para nos chegar alguma coisa e nos esquece-mos do por favor ele advertem-nos logo..." e por favor mãe? diz-se não é?" Mas obviamente também tem as sua birras, os seus momentos mais rabugentos, mas isso até os adultos não é? E sustos em hospitais??? nem vou por aí...o Bernardo já abriu a cabeça 2 vezes...
É uma correria diariamente, uma canseira de autocarro em autocarro, tratar das refeições, da casa, dar atenção ao filho e ao pai...o dia tem 24 horas para todos...
Isto tudo para vos dizer que não deixem para muito tarde a ponderada decisão de serem pais, e muito importante Mulheres não deixem de tirar a carta de condução antes dos vossos rebentos nascerem, não há nada mais na vida de que me arrependa tanto como de não ter tirado a carta.

;)